Publicador de Conteúdos e Mídias

08.06.20

Klabin abre novas vagas para cursos de qualificação profissional em Ortigueira

Cursos serão realizados na Escola Móvel do Senai, a partir do mês de novembro

São 20 vagas para cada curso, com as aulas iniciando no dia 11 de novembro e carga horária de 160 horas

Paraná, 28 de outubro de 2019 - A Klabin está oferecendo novas oportunidade de qualificação profissional para os trabalhadores da cidade de Ortigueira. Em parceria com o Senai, a empresa está abrindo inscrições para os cursos de Pedreiro de Alvenaria, Carpinteiro, Eletricista Residencial e Eletricista Industrial.

 As inscrições iniciam no dia 28 de outubro e vão até o dia 05 de novembro. São 20 vagas para cada curso, com as aulas iniciando no dia 11 de novembro e carga horária de 160 horas – com exceção do curso de Eletricista Residencial, que tem duração de 180 horas. Os cursos são divididos em 4 horas diárias com aulas de embasamento teórico e atividades práticas, sempre alinhado com o que há de mais moderno em tecnologia, produtividade e segurança.

Os cursos serão realizados na Escola Móvel do Senai, que será montada, agora no começo do mês de novembro, em área anexa ao Centro Cultural Queimadas. A Escola Móvel é um novo conceito que busca levar educação profissional de qualidade para atender demandas pontuais em determinadas localidades, onde é instalada uma estrutura de tendas e contêineres criando um ambiente de ensino flexível e criativo.

As oitenta vagas disponibilizadas pela Klabin para estes novos cursos fazem parte do esforço da empresa em preparar e qualificar os profissionais da região tanto para oportunidades de trabalho no Puma II, a nova fábrica de papel da Klabin em Ortigueira, como para o mercado de trabalho local. Para Miguel Castilho, consultor de Gente e Gestão do Projeto Puma II, estes cursos permitem ampliar as condições de empregabilidade dos trabalhadores locais. “O equilíbrio entre teoria e prática faz com que o trabalhador possa sair deste curso diretamente para o mercado de trabalho”, avalia. “Esta qualificação profissional vai muito além do Projeto Puma II, pois é uma oportunidade de carreira a longo prazo”, completa.   

A empresa tem como objetivo alcançar o aproveitamento de mão de obra regional obtido no Projeto Puma I, quando foi registrado, na fase de construção civil, um índice médio de 85% de trabalhadores do Paraná. “Valorizar o conhecimento e o trabalho dos profissionais da região é um compromisso da Klabin com o desenvolvimento regional”, explica Sales Bueno, Gerente de Gente e Gestão do Projeto Puma II. “A expansão das operações industriais da empresa, promovida pelo Projeto Puma II, permite que iniciativas como essa sejam desenvolvidas”, complementa. Recentemente, a empresa deu início a uma turma de Pós-Técnico em Papel e Celulose, com 69 profissionais que poderão ser aproveitados pela empresa após a conclusão do curso.

Para participar do processo seletivo, os interessados devem se dirigir à Agência do Trabalhador de Ortigueira munidos de documentação (RG, CPF ou CNH), comprovante de escolaridade (cópia do diploma ou histórico escolar) e comprovante de residência.

SERVIÇO

 

Curso:  Pedreiro de Alvenaria

  • Carga Horária:  160 horas

  • Número de Turmas: 01

  • Alunos por Turma: 20 (Vinte alunos)

  • Início das aulas: 11 de novembro

  • Horários: 18h30 às 22h30

 

Curso:  CARPINTEIRO

  • Carga Horária:  160 horas

  • Número de Turmas: 01

  • Alunos por Turma: 20 (Vinte alunos)

  • Início das aulas: 11 de novembro

  • Horários: 13h30 às 17h30

 

Curso:  ELETRICISTA INSTALADOR PREDIAL (RESIDENCIAL)

  • Carga Horária:  180 horas

  • Número de Turmas: 01

  • Alunos por Turma: 20 (Vinte alunos)

  • Início das aulas: 11 de novembro

  • Horários: 13h30 às 17h30

 

Curso:  ELETRICISTA INSTALADOR INDUSTRIAL

  • Carga Horária:  160 horas

  • Número de Turmas: 01

  • Alunos por Turma: 20 (Vinte alunos)

  • Início das aulas: 11 de novembro

  • Horários: 18h30 às 22h30

 

INSCRIÇÕES

Agência do Trabalhador de Ortigueira até o dia 05/11

 

PRÉ-REQUISITOS

Ensino Fundamental Incompleto e idade mínima 18 anos.

O candidato deverá comprovar alfabetização e a capacidade de realizar operações matemáticas básicas [soma, subtração, multiplicação e divisão].